• José Valdecir Martins

GRATIDÃO – MEMÓRIA DO CORAÇÃO

Não há riqueza e plenitude sem o sentimento de gratidão”

Paulo Vieira



Na língua portuguesa, a palavra "obrigado" é a única palavra no mundo que torna parceiro do nosso próximo, ligado, amarrado e a gratidão. Seja de que forma for, nas nossas possibilidades, na reciprocidade, que não tange necessariamente sacrifício. O obrigado mexe com nossas estruturas espirituais, fazendo com que nossos corações sejam abençoados. Para nos doar, assim como se doaram ao próximo. A gratidão e o muito obrigado são ótimas, desde que seja de coração. Será que com o nosso egoísmo natural, não deveríamos mais nos obrigar a servir com amor a quem Deus faz cruzar nosso caminho? Ter um nível mais elevado e profundo com meu próximo?


Gratidão é um tema atemporal e atual. Cada minuto da vida de uma pessoa que reserva um tempo para praticar a gratidão é um ganho para a vida toda. Vale apena praticar cada momento para colocarmos em prática os nossos mais sentimentos de nobreza. Quem pratica a gratidão só ganha em toda a extensão da sua vida.


Devemos cultivar o ato do agradecimento, não só pelas grandes conquistas, mas também pelas pequenas e simples coisas da vida – que não deixam de ser grandiosas!

Devemos ter o hábito de sempre agradecer a Deus sempre por tudo que Ele tem proporcionado em nossa caminhada. Agradecer sempre pelos bons amigos que temos conquistado e conhecido ao longo de nossas vidas. O ato de sempre agradecer e não reclamar gera a benção de Deus sobre nós.


A gratidão faz parte do nosso cotidiano…não existe o viver sem ser grato a alguém. A gratidão é o caminho que nos enche de sabedoria; pois, sábio é aquele que sempre é grato a quem nos orienta, que dedica seu tempo mostrando o caminho a seguir…


A Gratidão é o reconhecimento de que somos parte, e não o todo. Só consegue ser grato aquele que percebe que todas as pessoas, toda a natureza, fazem parte da vida que Deus lhe ofereceu por puro amor e bondade.


A cada expansão espiritual fica mais claro como certos sentimentos genuínos são importantes em nossa experiência humana, quando as pessoas começam a perceber o poder disso elas passam por mais um ciclo de crescimento espiritual, e saber que o primeiro deles pode começar com a Gratidão é enriquecedor.


Com a pratica da gratidão, mesmo algo que seja péssimo, ou um momento de perda ou dor, podemos ser genuinamente gratos ao mudar o significado comum do que seria! Aprender com todas as situações e crescer com elas sempre!


A gratidão genuína sentida na essência, desperta um sentimento de generosidade que faz o espírito vibrar energias benéficas e um incontrolável desejo de retribuir ao mundo a mesma generosidade. O que mais nos toca é imaginar como o egoísmo está presente na falta de tempo dos dias atuais. Devemos ser otimistas com os movimentos que estão a cada dia sendo criado para mudar a percepção de semear bons sentimentos.


Para finalizar, a gratidão é um exercício que devemos praticar todos os dias e devemos dar espaço a novas experiências e relacionamentos, onde teremos liberdade para ser quem realmente somos e aceitar ou não o que nos oferecerem.


Referências bibliográficas

Disponível em: <https://ciseducar.com.br/o-poder-da-gratidao-uma-analise-cientifica/> Acesso em 23 de março de 2020.