top of page
  • Foto do escritorJoão Baptista Maciel Monteiro Neto

A ACADEMIA MAÇÔNICA DE LETRAS DE MATO GROSSO DO SUL – 2023 - 24 ANOS

Por: João Baptista Maciel Monteiro Neto



A data comemorativa do nascimento de um indivíduo ou instituição transcende os festejos mundanos e oportuniza a reflexão sobre aquilo que se foi, o que se é e o que se pretende ser.

Para a Academia Maçônica de Letras de Mato Grosso do Sul a origem tem por causa principal a divisão do estado de Mato Grosso em dois estados, em 11 de outubro de 1977.

A assinatura pelo Presidente Ernesto Geisel da Lei Complementar nº 31, dividindo Mato Grosso e criando o estado de Mato Grosso do Sul, pôs fim a um demorado processo em que foram levados em consideração aspectos socioeconômicos, políticos e culturais, tornando a data marco de independência da Região Sul em relação à capital, Cuiabá.

Em verdade Mato Grosso do Sul só passa a existir concretamente, como unidade da federação, a partir de 1.º de janeiro de 1979, data em que foi instalado.


À ocasião já existiam Lojas Maçônicas na área do novo estado, mas eram subordinadas ao estado de Mato Grosso, tendo a divisão dado início aos trabalhos para a organização das Potências no novo estado. Um esforço incomensurável na busca de irmãos adormecidos, de reativar e fundar lojas para construir a maçonaria de Mato Grosso do Sul.


A necessidade de registro dos acontecimentos, de transmitir os conhecimentos maçônicos, pouco a pouco, vai reunindo, pondo em mais estreito contato, aqueles irmãos com mais afinidade às letras e surge o sonho de criação de uma Academia de Letras, nos moldes da Academia Brasileira de Letras e em consonância com outras já criadas pela maçonaria.


A concretização do sonho deu-se no dia 13 do mês de maio do ano de 1999, na cidade de Campo Grande, MS, em uma noite de quinta-feira, quando as três Potências Maçônicas existentes no Estado, o Grande Oriente do Brasil (GOB/MS); a Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso do Sul (GLEMS/CMSB) e o Grande Oriente de Mato Grosso do Sul – GOMS/COMAB, com o apoio dos Grão-Mestres Fadel Tajher Iunes; Heitor Rodrigues Freire e Edgard Baytendorp, respectivamente, deram início a essa grande empreitada.

A Academia Maçônica de Letras de MS teve o seu Estatuto aprovado em Assembleia Geral Extraordinária realizada em 23 de julho de 1999. Sendo suas finalidades estatutárias, as de difundir, cultuar, cultivar a filosofia e a cultura, as letras maçônicas, além de congregar os maçons que se dedicam às letras e interagir e colaborar com outras instituições que se dedicam às letras e ao vernáculo em geral, veiculando cultura de interesse da família maçônica e da sociedade.

Não há como deixar de lembrar o trabalho profícuo dos 33 fundadores; a dedicação de nossos Presidentes (Fadel Tajher Iunes (1999-2000); Cid Antunes da Costa (2001 a 2002); Orlamar Teixeira Gregório (2003 a 2004); Cid Antunes da Costa (2005 a 2012); Nelson Vieira de Souza (2013 a 2014); Temistocles de Figueiredo Minervini (2015 a2017); Antonio Alves Guimarães (2018 a 2019); Osé Resina Fernandes Junior (2020); José Valdecir Sousa Martins (2021); Jeova Alves Carneiro (2022) e. atualmente. Anonio Felicio Netto e de suas Diretorias; a cooperação dos Governos Estadual e Municipal, da comunidade, dos confrades e o apoio recebido das três Potências Maçônicas (Grande Oriente do Brasil, Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso do Sul e Grande Oriente de Mato Grosso do Sul).


Não há como esquecer àqueles que nos legaram tudo aquilo que possuímos:

regularidade jurídica, espaço físico para trabalhar e reunir, utilidade pública, só para citar algumas das vitórias já alcançadas.


Não há como não sonhar com uma maior penetração e visibilidade de nossa Academia, dentro e fora da maçonaria; com o entendimento de que a escrita é uma forma de registro do conhecimento, dos sentimentos e que é necessário espaço para a filiação de atores de outras artes; com o próximo aniversário da Academia Maçônica de Letras de Mato Grosso do Sul, quando, mais fortes, tornaremos a nos encontrar para comemorar mais um ano de conquistas e progresso.


A todos os parabéns por mais um aniversário da Academia Maçônica de Letras de Mato Grosso do Sul e o meu muito obrigado por esta oportunidade que me foi, gentilmente, oferecida.


. [1] João Baptista Maciel Monteiro Neto

Cadeira nº. 28 da AMLMS

Patrono Júlio Alfredo Guimarães


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page